Lagoa da Várzea de Dentro recebe água de sangria da Lagoa da Jurema após chuvas que caíram na região

0
Lagoa da Várzea de Dentro / Foto: Genival França / Livramento Manchete
Compartilhe!

O açude “Lagoa da Jurema”, localizada em Livramento de Nossa Senhora, transbordou no último mês de março, após longo período de seca, que atingiu todo estado da Bahia. A Lagoa da Jurema é abastecida pelas águas das chuvas que corre no Riacho da Vereda, afluente da comunidade da Rocinha. Não há informação sobre a capacidade de armazenamento do reservatório, porem é considerado um dos maiores açudes em nosso município.

Lagoa da Várzea de Dentro recebe água de sangria da Lagoa da Jurema após chuvas que caíram na região

Lagoa da Várzea de Dentro recebe água de sangria da Lagoa da Jurema após chuvas que caíram na região

Publicado por Livramento Manchete em Segunda-feira, 4 de maio de 2020

Já a “Lagoa da Várzea de Dentro” que não sangra há mais de 10 anos, localizada na mesma região, recebeu toda água da sangria da Lagoa da Jurema, a qual atingiu mais de 60% de sua capacidade total de armazenamento.
A Lagoa da Várzea de Dentro ficou completamente seca após moradores da localidade e proprietários de pomares de manga, manterem diversas bombas puxando água do açude para irrigação de seus plantios. Segundo informações obtidas pelo Livramento Manchete, já tem pessoas usando bombas no reservatório. Os usuários não tem consciência dos atos que estão fazendo. Vários moradores da comunidade de Várzea de Dentro, que não são a favor desta ação, relataram a nossa reportagem, que a administração municipal deveria fazer um decreto para punição do uso de bombas.
“Apesar do matagal que tomou conta de toda área da lagoa, o nível de água deve subir com possíveis chuvas nos próximos meses. Um fato que mais chama atenção também, é que a Prefeitura não realizou a limpeza do açude. Agora é tarde, a água já cobriu todo o mato, devemos esperar somente que as autoridades impeçam as bombas d’água que estão lá dentro secando o pouco de água que entrou no açude.”, relatou um dos moradores da Várzea de Dentro, indignado com a situação.

Deixe seu comentário!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui