Prefeitura de Livramento investiu apenas 16% do valor licitado para iluminação pública nos últimos quatro anos

Prefeitura de Livramento investiu apenas 16% do valor licitado para iluminação pública nos últimos quatro anos

Nas últimas semanas as reivindicações sobre iluminação pública tem sido constante nas participações dos ouvintes no Jornal da 88 FM. Ou “melhor”, sobre a falta dela. E uma das que mais chama atenção é o acesso entre os bairros São José (antigo Polivalente) e Estocada que a 7 anos encontra-se na escuridão, sendo apenas 12 postes sem iluminação. São aproximadamente 300 metros com postes que se quer tem braços de tempo. Em janeiro deste ano o setor de iluminação pública do município, respondeu a um questionamento dos ouvintes sobre o assunto, dizendo que as licitações são feitas por localidade, a depender da demanda, e que providências já estavam sendo tomadas para resolver os problemas denunciados naquela ocasião. No entanto, como dito, as reclamações não param de chegar. Para tirar essas e outras dúvidas a reportagem do Jornal da 88 acessou as licitações e todas as notas de pagamentos, referentes a iluminação pública de Livramento, publicadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) entre os dias 01 de janeiro de 2017 e 30 de junho deste ano. O primeiro fato a ser esclarecido é que não existem licitações por bairro ou comunidade rural, elas são anuais e cobrem todo o território municipal. Segundo a documentação do TCM, foram quatro pregões presenciais realizados nos últimos quatro anos: 065/2017, 003/2018, 025/2019 e 013/2020. Não é possível saber exatamente quantos por cento foram gastos, do que foi licitado, no período porque a reportagem do Jornal da 88 não encontrou, no diário oficial, homologação ou contratos da licitação realizada no ano de 2018. No entanto, através das despesas publicadas pelo TCM é viável contabilizar que 812.482,31 reais foram gastos com pagamento das demandas relacionadas a iluminação pública, no período investigado. Licitações são feitas através de estimativas, então é normal que o valor utilizado não corresponda exatamente ao valor licitado, mas chama atenção o fato que se considerarmos os números das licitações de três anos, a gestão municipal só investiu 16,11% do montante de R$ 5.041.856,51. Isso quer dizer que se tivéssemos o valor licitado em 2018 o número seria ainda menor. A redação do Jornal da 88 fez o levantamento de quanto custa, no varejo, o equipamento completo de instalação e manutenção da iluminação pública, que é de responsabilidade do município, e descobrimos que a instalação em cada porte ficaria por R$ 250. Comparando os R$ 5.041.856,51, dariam para comprar lâmpadas para iluminar 100% de todo município. Os números apontaram, ainda, mais detalhes do setor de iluminação pública conforme já falamos no Jornal da 88.

Deixe seu comentário!

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!