Ministério Público recebe representação contra declarações do cantor Igor Kannário

Ministério Público recebe representação contra declarações do cantor Igor Kannário

O Ministério Público baiano recebeu na tarde desta terça-feira, dia 25, durante o plantão de Carnaval, representação do Estado da Bahia sobre as declarações do cantor Igor Kannário contra a Polícia Militar da Bahia feitas ontem no circuito do Campo Grande, em Salvador. No documento, a Procuradoria-Geral do Estado destaca que, além das palavras agressivas e de “baixo calão” contra os policiais, o cantor proferiu as frases do alto de um trio elétrico para uma multidão, fato que poderia causar a incitação da população contra a Polícia Militar e comprometer a segurança da festa. Ainda na representação, o Estado pede ao Ministério Público que acione penalmente Igor Kannário pelos crimes de calúnia e difamação (artigos 138 e 139 do Código Penal brasileiro). O MP baiano analisará o pedido e adotará as medidas que entender cabíveis.

Entenda o caso:

O cantor e deputado Igor Kannário pediu que os foliões vaiassem a Polícia Militar da Bahia -PMBA, o insulto aconteceu na tarde da última segunda-feira (24), enquanto o artista puxava sua pipoca no circuito de carnaval em Campo Grande. A Polícia Militar divulgou uma nota de repúdio, alegando ‘atitude irresponsável e criminosa’. O órgão acabou adotando medidas judiciais contra o cantor baiano.

“A Polícia Militar da Bahia repudia as provocações e agressões feitas à tropa pelo cantor Igor Kannário durante a passagem do trio na tarde desta segunda-feira (24), no Campo Grande. Além da atitude irresponsável e criminosa, o também deputado federal incitou os foliões contra os policiais militares que faziam o policiamento do circuito Osmar. É inaceitável que qualquer pessoa, ainda mais um parlamentar, tente comprometer a honra da instituição e de policiais militares que estão comprometidos e empenhados na defesa da sociedade baiana. Todas as medidas judiciais cabíveis que o caso requer serão adotadas”, diz a nota.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!