Escolha uma Página
Comunidade de Cana Brava realizou grande festa em louvor á São Gonçalo

Comunidade de Cana Brava realizou grande festa em louvor á São Gonçalo

A comunidade de Cana Brava e a Paróquia Nossa Senhora do Livramento realizou grande festa em louvor ao padroeiro São Gonçalo do Amarante, a solenidade durou cerca de dez dias, foram realizadas as novenas de 19 a 27 de janeiro e a santa missa em homenagem a São Gonçalo no domingo (28). A festa reúne centenas de pessoas de Livramento de Nossa e toda região, a tradição surgiu desde 1715.

Artigo: A Justiça pela justiça

Artigo: A Justiça pela justiça

advogado-dr-cleio-diniz-lm

Foto: Ailton Oliveira / Livramento Manchete

Por Dr. Cléio Diniz / Advogado / Colunista do Livramento Manchete.

Diferente do sentimento dos brasileiros em relação ao sistema judiciário, este através da operação lava jato tem se mostrado ativo como é esperado, afastando aos poucos a imagem de impunidade e de que os ricos e poderosos estão acima da lei, a justiça vem tratando todos como iguais aplicando um dos mais sagrados princípios dos direitos fundamentais cravado na Constituição Federal, ou seja, todos são iguais perante a lei.
Especificamente no caso envolvendo o ex-presidente Lula, mesmo que não caminhe como a vontade de muitos, a justiça tem exercido seu papel respeitando a lei com imparcialidade, isonomia e tecnicidade.
Desta forma, o ex-presidente Lula, que foi condenado em primeira instância, teve seu recurso, previsto pela legislação, analisado esta semana, aplicando o principio do duplo grau de jurisdição, onde, de forma singela podemos dizer que a condenação prolatada por um juiz monocrático (único) foi revista por um colegiado de juízes,os quais por sua vez no exercício de suas funções modificaram alguns pontos da sentença original, mantendo porem a condenação.
Porém, de acordo com nosso ordenamento jurídico o processo ainda não terminou, mesmo em grau de segunda estancia, onde cabe alguns recursos, que, mesmo não modificando a decisão impedem a decretação de prisão, já prevista para condenados em segundo grau por um colegiado, razão pela qual não se deve efetuar a prisão do réu condenado, todavia a decisão do colegiado gera efeitos imediatos, como a inelegibilidade do ex-presidente, o qual passou a se enquadrar na lei da ficha limpa, e conforme já manifestou alguns desembargadores do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), mesmo estando previsto o julgamento do impedimento somente no mês de setembro, no TSE, este será apenas para confirmar o impedimento.
Outro efeito foi confirmado por um juiz federal do Distrito Federal que, atendendo a um pedido protocolado determinou a apreensão do Passaporte do ex-presidente, impedindo que o mesmo deixe o Pais, vindo a conferir ao ex-presidente a mesma tratativa dispensada a outros condenados em segundo grau por um colegiado.
Independente do mérito, ou do resultado final, a tramitação do processo do ex-presidente vem trilhando os ditames legais, produzindo seus efeitos a cada etapa, e tratando todos como iguais, sem privilégios.

Artigo: Repudio de um cidadão

Artigo: Repudio de um cidadão

Foto: Ailton Oliveira / Livramento Manchete

Por Dr. Cléio Diniz / Advogado / Colunista do Livramento Manchete.

Esta semana a cidade de Livramento de Nossa Senhora, Ba, foi palco de um evento lastimável que macula a evolução da cidadania e sociedade. Um profissional no exercício de sua atividade foi agredido fisicamente por aquele que foi designado para resguardar sua segurança. Exatamente um contra senso. Não vamos entrar na celeuma das razões e motivações pessoais das partes, mas sim nos efeitos e impactos pelo fato em si, ou seja, um profissional do direito, ao exercer sua atividade fim, a advocacia, acompanhando um cliente a sede de um Órgão de Segurança Pública, sofre lesão física provocada por um Policial Militar. Independente da motivação, ambos os envolvidos atuam na esfera da lei e dela devem ser conhecedores, cada qual em seu limite. Dito isto, ressaltamos que nossa legislação somente tolera a violência como um ato de exceção, a qual deve ser utilizada em ultima instancia para repudiar perigo eminente não controlado de outra forma. Uma situação não condizente com o quadro, ou seja, profissionais e cidadãos na sede de um órgão de segurança. Neste sentido, o ato agride não apenas a pessoa do advogado vai além, ultrapassando também o profissional, mas atingindo as instituições que cada uma das partes representa, e pior, por ter envolvido um policial militar responsável pela segurança pública, atinge a própria cidadania daqueles que depositam confiança de sua integridade na instituição definida pelo Estado como aquela que reúne o direito e dever de prover a segurança do cidadão. O ato em si, coaduna com épocas em que a barbárie se sobrepunha a qualquer direito individual ou coletivo, diverso e distinto da liberdade e garantias do Estado Democrático de Direito em que vivemos.

20ª Missa do motoqueiros em Cana Brava

20ª Missa do motoqueiros em Cana Brava

Foi realizada na última segunda-feira (22), a “20ª Missa dos Motoqueiros”, na igreja da comunidade de Cana Brava, presidida por Padre Josemar, os motoristas e motoqueiros, devotos do padroeiro São Gonçalo do Amarante, fizeram seus pedidos religiosos após a missa. Foi realizado também alguns batizados, dentre eles, o do garotinho Emanuel, filho do comerciante Edmilson “Rato”. As novenas em louvor a São Gonçalo, na Cana Brava, seguem até sábado (27) de janeiro e encerra no domingo (28), ás 05:00h Alvorada, 07:00h Missa Dos Romeiros, 10:00h Santa Missa a São Gonçalo, presidida pelos Padres Gilberto e Gonçalo e logo após a procissão.

Festa em louvor a São Gonçalo na comunidade de Cana Brava acontece de 19 a 28 de janeiro

Festa em louvor a São Gonçalo na comunidade de Cana Brava acontece de 19 a 28 de janeiro

cana-brava

A Paróquia Nossa Senhora do Livramento e a comunidade de Cana Brava, realiza grande festa em homenagem a São Gonçalo do Amarante. A solenidade terá início a partir desta sexta-feira (19) até domingo (28). A tradicional festa em louvor ao santo padroeiro São Gonçalo do Amarante, são mais de 300 anos de devoção e fé, acontece desde 1715, onde reúne centenas de devotos e católicos de toda região. Dia 22 (segunda-feira), os motoqueiros e motoristas são os convidados para assistir a novena, e logo após fazer seus pedidos religiosos, a “Missa dos Motoqueiros” será celebrada pelo Padre Josemar. No domingo (28), encerra as comemorações em louvor a São Gonçalo do Amarante de Cana Brava, ás 05:00h Alvorada, 07:00h Missa Dos Romeiros, 10:00h Santa Missa a São Gonçalo, presidida pelos Padres Gilberto e Gonçalo e logo após a procissão.